26/03/2014 Número de leitores: 896

A atriz Jussara Calmon no programa Zootropo

Redação Cronópios Ver Perfil

Este é mais um episódio da história do cinema brasileiro contada por seus protagonistas no programa Zootropo. Rafael Spaca entrevista a atriz Jussara Calmon, musa do Pasquim e atriz no primeiro filme brasileiro com cenas de sexo explícito, o “Coisas Eróticas” de 1982. Tempos imediatamente pós “Império dos Sentidos”, de Nagisa Oshima, de 1976, e exibido no Brasil em 1980 - indicando de certa forma o início do fim do governo militar. O “Coisas Eróticas” é produto de `timing` e `esperteza` do diretor Raffaele Rossi e se tornou um grande sucesso de bilheteria. “Império dos Sentidos” e “Coisas Eróticas”, só no Brasil esses dois filmes têm o sentido que têm: nada em comum, tudo em comum. 

Jussara Calmon lançou recentemente a biografia “Jussara Calmon – Muito prazer”, escrita por Fabrício Fabretti e Sônia Barbosa (editora Giostri). O filme Coisas Eróticas é só uma passagem em sua na carreira. Jussara ainda participou de novelas na Rede Globo, com destaque para o folhetim “Sonho Meu” de 1993. Tornou-se musa do semanário Pasquim, diva do teatro de revista e ainda modelo e musa do Carnaval carioca. 

 

Agradecimentos especiais:
Jussara Calmon
Laure Bacqué 
Miguel de Almeida
Cleo Araujo
Roberto Bicelli 

 

Apresentação:
Rafael Spaca

 

Produção:
Rafael Spaca
Paulo Ortiz
Jorge Miyashiro
Pipol

 

Direção:
Pipol

 

Apoios:

 

Redação Cronópios