30/09/2016 Número de leitores: 448

Opostos

Ana Sauretti Ver Perfil

Ele, firmeza, ponderação, razão. Ela, teimosia, entusiasmo, emoção. De um lado, o medo de se entregar, do outro a certeza de que o risco vale a pena. Um pelo outro, paixão. Sintonia pura de pele, olhar, cheiro e gosto. Discórdia de pensamentos e gestos. Ele, a certeza de que o tempo pode melhorar as coisas. Ela, a infelicidade de quem não se contenta nunca com o copo meio vazio. Ego versus liberdade. Temor versus atrevimento. Ele, alguns anos mais velho, bagagem pesada que leva consigo em cada passo que dá. Ela, ainda muito jovem, lágrimas que secaram rapidamente dando espaço a novos – e melhores – sorrisos. Ele, satisfeito com a companhia dela uma ou duas vezes por semana. Ela, precisando de mais. Ambos, amor. Escorpião e Touro. O sexo é incrível, intenso, inspirador. O envolvimento, nem tanto. De um lado não há mensagens espontâneas no meio do dia, porque é preciso mais tempo para isso. Do outro, o tempo está passando depressa demais e a vontade está crescendo. Ele, encantado pelo olhar profundo e envolvente. Ela, admirada pela sensibilidade e intelectualidade. Ambos, egos elevados. Nenhum dos dois admite. Sobram incertezas, faltam impulsos. Ele, calmaria. Ela, vendaval. Tudo parece conspirar contra. Alguma coisa conspira a favor. Se afastam. Se reaproximam. Há muitas dúvidas e poucas certezas. Ele só quer paz, ela só deseja ser essa paz. Muita excitação, pouco equilíbrio. Ele, sensibilidade. Ela, desapego. Ele se pergunta se ela não sente saudades. Ela sente, mas sabe que não pode mais se machucar. O amor não acaba. Os motivos se perdem. Fim mal resolvido, ferida que não cicatriza. E que ironia! O medo dele é o sofrimento dos dois.



Acesso ao seu Perfil
Email
Senha
Se você já é autor(a) do Cronópios, já tem sua PÁGINA ATIVA na Rede Cronópios. Clique aqui e solicite login e senha para ativar seu perfil.