branquinhofilho@gmail.com

Orestes Branquinho Filho
www.cronopios.com.br/rede/branquinhofilho


BIOGRAFIA

Nascido em Taguatinga – D.F. aos 05 de dezembro de 1968, época de grandes mudanças na cultura e na consciência social e política no mundo, Orestes Branquinho Filho – primogênito do comerciante goiano Orestes Branquinho e da mineira Izailda de Oliveira Branquinho – teve a infância marcada por repentina ascensão financeira e social da família, somada a falta de estrutura emocional e afetiva de seus membros.

Um grave incidente envolvendo seu pai e outros parentes fez com que se mudassem para Araguaína, então norte goiano, no final do ano de 1980.

Adolescente, leitor voraz de obras de suspense e ficção científica de autores como Arthur Conan Doyle, Philip K. Dick, Ray Bradbury, se impressiona com Anton Tchekhov, Franz Kafka e Fernando Pessoa. Conhece na escola alguns dos grandes nomes da nossa literatura, com maior interesse pela poesia de Vinícius de Moraes, Henriqueta Lisboa, Carlos Drummond de Andrade, o grupo Noigandres e Ferreira Gullar. Incentivado por uma professora de português no ginásio, se aprofunda na leitura e começa a esboçar os primeiros textos.

Participando desde 1985 de agremiações políticas de esquerda e eventos culturais em geral, integra a banda “Psicose” com amigos em meados de 1988, a primeira banda de rock do recém criado Estado do Tocantins. Nesse tempo, já havendo escrito um volume considerável de textos, começa a mostrá-los a amigos e conhecidos, colhendo opiniões.

No fim deste ano vai morar com parentes em Brasília – D.F., onde conhece artistas plásticos, músicos e escritores, trabalhando em uma produtora de eventos até 1991, quando perde uma pasta com todos os originais de seus primeiros poemas. Em Goiânia exerce com alunos do curso de Radialismo da U.F.G. a atividade de locutor na Rádio Universitária com o programa de rock “Sinergia”. De volta à Araguaína – TO escreve e dirige a peça “Os clones”, premiada na Campanha da Fraternidade de 1992. Produz dois “folders” com alguns textos e faz a primeira divulgação de seu trabalho na cidade em outubro de 1992. Organiza com amigos o “I Fest Heavy Rock de Araguaína” com as bandas Disgrace – B.S.B., Mandatory Suicide – GO, Pain – TO e Lisarb – TO da qual fazia parte em Abril de 1995. Em Maio de 1995 participa com a banda Lisarb do II Festival Estadual da Canção/M.P.B. onde defende a música “Diferença” de sua autoria. É premiado com o 3º lugar no concurso de poesia da I Semana Acadêmica de Letras “A Lingüística no Tocantins: Novas Perspectivas de Ensino” em Outubro de 1997, com o poema “Flower Power Shakespeare”.

Cursando Letras na Unitins recebe elogios e incentivo de colegas e professores por sua produção literária. É agraciado com um prêmio no Concurso de Projetos Culturais promo


VER MAIS
Acesso ao seu Perfil
Email
Senha
Se você já é autor(a) do Cronópios, já tem sua PÁGINA ATIVA na Rede Cronópios. Clique aqui e solicite login e senha para ativar seu perfil.